sábado, 28 de julho de 2018

Sujei o teu nome

Fotografia de Senta Simond Roxanne




Sujei o teu nome
para me libertar de ti
o sujo foi sombra
teu nome esqueci-o

O sujo era ferida
e eu falso cantava
Não reconhecia a minha voz
Ai que deserta liberdade

Preso de novo
que rede tamanha
de laços e vozes
Um eco talvez
Um eco incessante
António Ramos Rosa


Sem comentários:

Enviar um comentário