quarta-feira, 4 de julho de 2018

Autárquicas 2009*

* Publicado no Jornal do Centro há exactamente dez anos, em 4 de Julho de 2008


1. Num dia frio de Dezembro, José Junqueiro foi a Campia e prestou declarações à Rádio Vouzela.

Em menos de dois minutos ao microfone, Junqueiro conseguiu (i) “fechar” a urgência básica de S. Pedro do Sul ainda antes dela ser anunciada, (ii) “criar” unidades de saúde familiar em Oliveira de Frades, Vouzela e Santa Cruz da Trapa e (iii) “enfiar” todas as urgências nocturnas da região em ambulâncias a caminho do Hospital de Viseu.

Viviam-se então dias agitados na saúde. Faltavam menos de dois meses para José Sócrates mudar de ministro. Naquela altura, Correia de Campos aparecia nos media quase todos os dias.

Junqueiro - que em matéria de protagonismo tem mais sede que um eucalipto - não podia deixar-se ficar para trás.

2. Há poucos dias, José Junqueiro regressou a Vouzela e ao tema saúde, desta vez para dizer que, naquele assunto, o presidente da câmara de Vouzela (PSD) esteve mal enquanto o autarca de S. Pedro do Sul (PSD) esteve bem.

Ora, esta estratégia de “ataca-um-e-gaba-o-outro-do-lado” não deve ficar confinada a Lafões. Pode e deve ser estendida a todo o distrito.

Em Tondela, o sempiterno líder distrital do PS deve criticar Carlos Marta (PSD) enquanto entroniza o vizinho de Santa Comba Dão (PSD). Em Nelas, Junqueiro dirá mais uma vez que a presidente da câmara (PSD) se comporta como uma “barata tonta” enquanto incensa o vizinho Atílio Santos Nunes, de Carregal do Sal (PSD). E por aí fora…



3. O PS no distrito de Viseu tem que ganhar, no mínimo, oito câmaras nas eleições autárquicas do próximo ano. Tantas quantas tinha antes do trambolhão de 2005.

Sem comentários:

Enviar um comentário