segunda-feira, 25 de dezembro de 2017

Natal up-to-date

Presépio Cavalinho, de São Paio de Oleiros,
destruído num incêndio em Julho de 2016


Em vez da consoada há um baile de máscaras
Na filial do Banco erigiu-se um Presépio
Todos estes pastores são jovens tecnocratas
que usarão dominó já na próxima década

Chega o rei do petróleo a fingir de Rei Mago
Chega o rei do barulho e conserva-se mudo
enquanto se não sabe ao certo o resultado
dos que vêm sondar a reacção do público

Nas palhas do curral ocultam microfones
O lajedo em redor é de pedras da Lua
Rainhas de beleza vêm de helicóptero
e é provável até que se apresentem nuas

Eis que surge no céu a estrela prometida
Mas é para apontar mais um supermercado
onde se vende pão já transformado em cinza
para que o ritual seja muito mais rápido

Assim a noite passa E passa tão depressa
que a meia-noite em vós nem se demora um pouco
Só Jesus no entanto é que não comparece
Só Jesus afinal não quer nada convosco
David Mourão-Ferreira


1 comentário:

  1. Bom dia e boa semana. (mais cedo, em função da época)

    Da Séria - “No tempo em que” havia músicos a fazer intervenção política.
    Hoje: “Chemical Workers Song” - Ron Angel e as lutas dos operários.

    Na semana de NATAL a minha celebração vai para o S. JOSÉ!

    Porquê? Porque é um carpinteiro, um trabalhador, um proletário, um recibo verde…
    Aos Josés que pagam (sempre) as crises do capitalismo!
    Aos Josés que só têm um desígnio na vida: lutar!
    Aos Josés que não vão para a Comporta “brincar aos pobrezinhos”!
    Aos Josés que (ainda) cantam a Internacional!
    Aos Josés em nome dos quais foram feitos muitos Gulags e Grandes Marchas!
    Aos Josés que são utópicos fraternos!
    Go, boys, go!

    Horas breves de meu contentamento.

    Chemical Workers Song - Ron Angel (original version)
    https://youtu.be/t1rOAMxSLVE

    Aos Senhores leitores, e com a devida mesura, deixo duas sugestões literárias proletárias/sindicalistas para compra ou oferta:
    - Dashiell Hammett – “Colheita Sangrenta” – soberbo exemplo de ficção policial
    - Orlando Figge – “Sussurros – a vida privada na Rússia de Estaline” – um sufoco de sofrimento e crueldade

    BOAS FESTAS!

    And it's "Go, boys, go."
    They'll time your every breath
    And every day you're in this place, you're two days nearer death
    But you go...

    Well a process man am I and I'm tellin' you no lie
    I've worked and breathed among the fumes that tread across the sky
    There's thunder all around me and there's poison in the air
    There's a lousy smell that smacks of hell and dust all in me hair

    And it's "Go, boys, go."
    They'll time your every breath
    And every day you're in this place, you're two days nearer death
    But you go...

    Well I've worked among the spinners and I've breathed the oily smoke
    I've shovelled up the gypsum and it nigh on makes you choke
    I've stood knee-deep in cyanide, got sick with a caustic burn
    I've been working rough, I've seen enough to make your stomach turn

    And it's "Go, boys, go."
    They'll time your every breath
    And every day you're in this place, you're two days nearer death
    But you go...

    There's overtime and bonus opportunities galore
    The young men like their money and they all come back for more
    But soon you're knocking on and you look older than you should
    For every bob paid on the job, you pay with flesh and blood

    And it's "Go, boys, go."
    They'll time your every breath
    And every day you're in this place, you're two days nearer death
    But you go...

    Well a process man am I and I'm tellin' you no lie
    I've worked and breathed among the fumes that tread across the sky
    There's thunder all around me and there's poison in the air
    There's a lousy smell that smacks of hell and dust all in me hair

    And it's "Go, boys, go."
    They'll time your every breath
    And every day you're in this place, you're two days nearer death
    But you go...

    And it's "Go, boys, go."
    They'll time your every breath
    And every day you're in this place, you're two days nearer death
    But you go...

    ResponderEliminar