quarta-feira, 9 de maio de 2018

A morada estável, a morada de família e a morada de contacto do deputado Pedro Soares



Façam o favor de investirem 2'36'' do vosso precioso tempo nesta reportagem da RTP: 




Resumo do dito:

1 — Pedro Soares tem uma "morada estável" na sede do bloco em Braga; 

2 — O deputado tem uma "morada de família" em Vouzela;

3 — O eleito bloquista tem uma "morada de contacto" em Lisboa que serviu, até 9 de Abril pp, para "facilitar o contacto" do Tribunal Constitucional;

4 — Afirma-se ainda que era mais caro ao parlamento se tivesse indicado a "morada de família", em Vouzela, em vez de ter indicado a "morada estável", em Braga.

Porque será que o deputado sentiu necessidade de ir mudar, há um mês, a "morada de contacto" no TC?

Porque será que o deputado esfaqueia tão flagrantemente a geografia? Vouzela é mais perto 60 km de Lisboa do que Braga, pelo que a "morada estável" minhota dá-lhe mais dinheiro do que a "morada de família" lafonense.

É pena os media escrutinarem tão pouco o bloco de esquerda. Se o fizessem mais, os dirigentes bloquistas estariam mais treinados e não metiam tanto os pés pelas mãos como este morador de Braga, perdão, de Vouzela, perdão, de Lisboa.

Sem comentários:

Enviar um comentário