quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Tristeza e raiva

     O dia de ontem, 29 de Novembro de 2011,  foi um dia negro para Viseu: o 106,4 deixou de transmitir as notícias do que acontece em Viseu.
     Ontem consumou-se este desastre cívico. O nosso viver colectivo ficou mais pobre.
     A rádio Noar era uma empresa que dava lucro e que prestava um serviço público inestimável à cidade, à região e ao país. Muitas das sua histórias tiveram impacto em todo o país.
     Ontem foi "um dia de tristeza e raiva”.
     Expliquei esses sentimentos à Lusa:
     “Tristeza porque acaba a rádio das notícias de Viseu, um projeto profissional onde se refletiam todas as vozes da cidade e onde todas as vozes tinham lugar; de raiva porque é lamentável que um governo socialista (era Jorge Lacão o ministro da tutela) tenha feito uma lei da rádio à medida do apetite dos tubarões que vão acabar com as rádios locais em Portugal”.

Sem comentários:

Enviar um comentário