sexta-feira, 16 de março de 2018

Voto útil?*

* Publicado hoje no Jornal do Centro

1. O congresso do CDS decorreu no Centro Multiusos de Lamego, numa obra que a câmara anterior do PSD/CDS deixou estreitar dez metros em todo o seu comprimento sem ter estreitado o preço de adjudicação inicial. Numa obra que ficou sem a cafetaria prevista no projecto e cujos sistemas de iluminação, climatização, renovação de ar e detecção de incêndios têm dias que sim, têm dias que não.

Apesar da engenharia civil daquele pavilhão ter sido tão má como a engenharia financeira, acabou por correr tudo bem no último fim-de-semana. E, como o edifício mingou 13 por cento, os congressistas até estiveram mais aconchegados.

Fotografia Jornal do Centro

2. No discurso de encerramento do congresso, Assunção Cristas declarou a morte do voto útil. A vontade de crescer da líder do CDS fá-la apostar neste “quem-dera-que” incerto. É claro que o voto útil perdeu força, depois da geringonça ter demonstrado que não é só o partido com mais votos que pode pregar as tábuas de uma canoa governamental. Mas é uma precipitação passar-lhe já a certidão de óbito.

Uma coisa é certa: o enfraquecimento do voto útil tanto causará danos ao PSD na direita como ao PS na esquerda. Catarina e Jerónimo vão proclamar, também eles, o fim do voto útil. E têm ainda mais um argumento poderoso contra a concentração de voto no PS — lembrarem o perigo das maiorias absolutas e o que sucedeu durante o autoritarismo negocista de Sócrates.

3. Os eleitores comunistas elegeram Fernando Loureiro para a assembleia municipal de Viseu mas o lugar acabou por ficar para Filomena Pires. Os eleitores socialistas do distrito elegeram deputados Maria Manuel Leitão Marques, António Borges e João Paulo Rebelo mas saíram-lhes na rifa Marisabel Moutela, José Rui Cruz e Lúcia Silva.

António Costa e Rui Rio, já que estais virados para “acordos de regime”, aqui está um a sério: é urgente acabar com esta vigarice política que leva as pessoas a votarem em A para depois o lugar ficar para B.

1 comentário:

  1. Jerónimo lembra a Cristas fábula da rã que queria ser boi

    04.10.2017


    http://sicnoticias.sapo.pt/pais/2017-10-04-Jeronimo-lembra-a-Cristas-fabula-da-ra-que-queria-ser-boi

    Cristas é mais para entreter e touradas... o mandante é o Nuno Le Pen Melo!

    ResponderEliminar