sexta-feira, 23 de março de 2018

Resoluções

Fotografia Olho de Gato


Pois sabendo o preço de muitas coisas,
o custo de lá chegar e não sair delas,
bem se observa que a coisa está decisiva ou decididamente
para lá de qualquer certeza,
e das dúvidas bem ou mal decididas que a acompanhem
(como sucede com as religiosas certezas de qualquer pagão,
preze-se o dito, quando ou não);

O falar de tudo e tão pouco, em qualquer página que o seja,
é parte do mapa mais integral de um ser humano
com as suas artérias e esquinas;
e quanto ao querer virá-la ou ao virá-la mesmo (a página),
vai muito da vontade e paciência que possa haver
de ver mundos e ortopedias
classificáveis
(há várias, muitas delas pouco contentes).

Melhor é andar contentinho da Silva,
mas isso parece fantasia de filmes da Castelo Lopes,
e é um facto que qualquer retrato dos anos quarenta do século vinte
(a ser simpático e integral),
exige paciência de otorrino e um especial talento
para ignorar estatísticas
(muitos milhares de pessoas).

Em dois mil setecentos e trinta antes de Cristo
houve um sujeito chamado João
que andava pouco satisfeito com as suas coisas
e com o ritmo das estações:
A mulher traía-o com muitos vizinhos,
os filhos pouco o respeitavam (não só por isso),
não via amigos próximos,
as perspectivas em geral eram manifestamente fracas.
João achou que chegava;
Os deuses disponíveis não valem o frio que passo (pensou),
e a minha Mãe não me criou para isto.

Problema antigo.
Rui A.


Sem comentários:

Enviar um comentário