sexta-feira, 8 de junho de 2012

Nomes *

* Publicado hoje no Jornal do Centro


     Em Março, o PSD-Viseu elegeu Guilherme Almeida como presidente da concelhia; agora foi a vez dos militantes do PS elegerem, sem surpresa, Lúcia Araújo Silva
     Em vez das usuais listas únicas, os dois partidos do centrão este ano estiveram mais vivos que mortos e isso viu-se nas matemáticas eleitorais. Veja-se o exemplo do PS: em 2009, votaram só 78 socialistas, desta vez foram 650. Lúcia Araújo Silva deve estar grata ao seu adversário Filipe Nunes (uma boa surpresa no debate eleitoral). Guilherme Almeida devia estar também grato a José Moreira.
     Fazendo um parêntesis, deva-se dizer que João Azevedo, candidato à recondução como líder distrital do PS, teria toda a vantagem em ter um adversário forte. Só que, compreensivelmente, Acácio Pinto não parece querer avançar.
     Regresse-se ao concelho de Viseu: arrumadas as casas partidárias, a partir de agora vão começar as manobras para ver quem vai ocupar a cadeira de Fernando Ruas, no Outono de 2013. 
     Para já, em matéria de nomes, o PSD e o PS estão empatados. Cada um tem um outsider anunciado: José Costa no PSD e Fernando Cálix no PS.
     Quanto a nomes fortes, há dois no PSD — Almeida Henriques (secretário de estado) e Carlos Marta (presidente da câmara de Tondela) e dois no PS — José Junqueiro (deputado e ex-secretário de estado) e Carlos Diogo Pires (ex-presidente da câmara de Vila Nova de Paiva). Até aqui há empate qualitativo e quantitativo entre os dois partidos.
     Eis o tema político mais sensível em Viseu até às autárquicas: “o balanço e o legado dos 24 anos do dr. Ruas”.
     O incansável Junqueiro já começou a escrever sobre isso no Diário de Viseu. Diogo Pires tem também ideias claras sobre o assunto. Já no PSD — como Américo Nunes vai querer ser o beneficiário do testamento e Guilherme Almeida não se mede —, as coisas vão azedar.
     Vêm aí tempos políticos interessantes.

8 comentários:

  1. Erro colossal, de análise política, com alguns dos nomes apontados como potenciais candidatos.
    Nem é costume no Olho de Gato!!!
    Ou é uma análise de favor ou para fazer o favor a alguém ?
    Assim se perde a credibilidade de um analista respeitado.....

    ResponderEliminar
  2. Adoro o dramatismo que o anonimato dá ao comentário! Para a posteridade, fica a certeza que o Alexandre apertou os calos a alguém. Abraço bom fim-de-semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Miguel Fernandes
      Não era minha intenção apertar os calos a ninguém e, de certeza, tal não aconteceu.
      O comentário do anónimo das 10:38 foi muito divertido.
      Ora, não é fácil a uma pessoa com os calos apertados ser divertida.

      Abraço

      Eliminar
  3. Como é que sabendo e tendo todos os dados sobre a verdade, se escreve uma mentira?
    Os "opinon makers" não estão abrangidos pelo código deontológico dos jornalsitas, pois não são jornalistas, mas para serem sérios, devem seguir um código mínimo de honestidade intelectual, assumirem de uma forma clara os seus desejos e não criarem nuvens sobre vontades alheias que sabem não existir.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Senhor anónimo,
      Nem "mentira", nem "desejos", nem "nuvens".
      O Olho de Gato não tem agendas escondidas.
      Pelo feed-back que esta crónica recebeu, há um nome que me tem sido referido repetidamente e que não me tinha ocorrido mas que não desempata estas contas entre o PS e o PSD. Não é um nome forte — isto é com capacidade de ganhar a câmara de Viseu.
      Talvez escreva sobre ele em próxima crónica. Talvez.
      Cumprimentos

      Eliminar
  4. Pois, pois continua a diversão do "gato" com o "rato"
    O "gato" a candidato e já!!!!

    ResponderEliminar
  5. Maria Tereza Estrabon Falabella12 de junho de 2012 às 02:05

    Olá
    Será que este anonimo é sempre o mesmo?
    Política não é o meu forte, mas ele é chatinho- de novo queria a exclamação. Poxa....
    Abraço
    Maria Tereza

    ResponderEliminar