domingo, 19 de junho de 2011

US$ 15 000 000 000 000

     O Laboratório Europeu de Antecipação Política (LEAP/E2020) acaba de publicar o seu boletim nº 56 (edição online em inglês, francês, espanhol e alemão).
     Alguns excertos, numa tradução "às três pancadas":
     "Estimámos em 2009 que o mundo tinha à volta de 30 biliões de dólares de activos-fantasmas. Quase metade transformaram-se em fumo nos seis meses entre Setembro de 2008 e Março de 2009.
     Para a nossa equipa, chegou agora o tempo da outra metade, os 15 biliões de dólares de activos-fantasmas que restam vão pura e simplesmente desaparecer entre Julho de 2011 e Janeiro de 2012.
     E, desta vez, isso vai envolver também dívida pública, diferentemente do que aconteceu em  2008/2009 em que foram principalmente os agentes privados a serem afectados.
     Para se ter uma ideia do choque que aí vem, é importante saber-se que até os bancos americanos começaram a diminuir o uso de títulos do tesouro nacional como garantia das suas transacções por temerem os crescentes riscos que pesam sobre a dívida americana."

Sem comentários:

Enviar um comentário