terça-feira, 15 de novembro de 2016

Cantas

Fotografia de Frank Horvat



Cantas. E fica a vida suspensa.
É como se um rio cantasse:
em redor é tudo teu;
mas quando cessa o teu canto
o silêncio é todo meu.
Eugénio de Andrade




1 comentário:

  1. E o rio cantou, neste excelente ensaio de JORGE SAMPAIO.
    Vale a pena ler e reflectir.

    "A nova Europa dividida num contexto internacional de incertezas. E nós?"
    JORGE SAMPAIO
    14/11/2016 - Público on line

    https://www.publico.pt/mundo/noticia/a-nova-europa-divida-num-contexto-internacional-de-incertezas-e-nos-1750823

    ResponderEliminar