quinta-feira, 24 de setembro de 2015

E querem agora o votinho dos viseenses, não é? (#2)

Aqui

Em Junho, foram presos em Luanda 15 activistas cívicos.
Os jovens estavam reunidos numa residência particular com o objectivo de lerem e discutirem um livro sobre técnicas de acção não violenta visando a substituição de regimes ditatoriais.
À meia noite do dia 21 de setembro, Domingos da Cruz, Inocêncio de Brito, Luaty Beirão e Sedrick de Carvalho tomaram a decisão extrema de iniciar uma greve de fome. 
********

No início de Julho, a Assembleia da República chumbou um voto de condenação da "repressão política em Angola". Só o bloco de esquerda, proponente do texto, e o socialista Pedro Delgado Alves votaram a favor.

Perante a brutalidade do regime angolano, os nossos eleitos puseram-se de cócoras, vácuos de valores, prenhes de uma "realpolitik" de pacotilha.

De Viseu, nem um dos nove deputados eleitos no distrito condenou Angola por prender pessoas que estão em sua casa a... ler um livro.  Um que fosse. Zero.

Os viseenses elegeram nove zeros em matéria de direitos humanos.

E querem agora o nosso votinho, não é?

1 comentário:

  1. ONDE PENSAR DIFERENTE NÃO SEJA UM CRIME!

    O BE apresentou na Assembleia da República um voto de solidariedade com estes jovens que foi DERROTADO , pelo PSD pelo CDS pelo PS e pelo PCP.
    Não esqueçam e com nove deputados de Viseu a votar contra!

    "Abafai meus gritos com mordaças,
    maior será a minha ânsia de gritá-los!

    Amarrai meus pulsos com grilhões,
    maior será minha ânsia de quebrá-los!

    Rasgai a minha carne!
    Triturai os meus ossos!

    O meu sangue será a minha bandeira
    e meus ossos o cimento duma outra humanidade.

    Que aqui ninguém se entrega
    - isto é vencer ou morrer -
    é na vida que se perde
    que há mais ânsia de viver!"

    Joaquim Namorado

    ResponderEliminar