sábado, 17 de outubro de 2015

Melro sem Descartes

Gif daqui



Canta um melro triste
pelo mato denso;
triste porque o penso,
canta, logo existe.
Quem dera soltar-se
da Filosofia,
melro sem Descartes,
pura melodia!
António Leitão

2 comentários:

  1. pomba

    Aguardo uma pomba pequena
    que chegue manhã com o sol,

    que venha beijar-me este olhar
    pisado de espera e vigília:

    a pomba traz lume nas asas
    e o céu fica roto de paz;

    sustêm-se as coisas no assombro
    da rota da pomba pequena!

    Poema que eu vivo na alma
    corado de ser esta pomba

    pequena, de lume nas asas,
    que chega manhã com o sol!

    ANTÓNIO LEITÃO

    ResponderEliminar
  2. Estão tão dividido entre um governo PS com esquerda e um PS à esquerda.
    É um drama...
    Um problema cartesiano!

    ResponderEliminar