quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Notícias do pântano *

* Texto publicado no Jornal do Centro há exactamente há quatro anos, em 27 de Agosto de 2010



1. As nossas finanças estão nos cuidados intensivos, a receberem oxigénio do BCE. A dívida externa e o desemprego batem todos os recordes. A subida brutal de impostos do PEC está a ser derretida em mais despesa do estado.

Para o que vieram dizer na “rentrée”, mais valia os líderes políticos terem continuado no bronze no All-garve. O PSD cismou numa revisão constitucional que não interessa nem ao Menino Jesus, enquanto o PS ainda quer tirar mais 450 milhões de euros à classe média (agora nas deduções de saúde e educação).

Enquanto isso, não fecha nenhum instituto público, nenhuma direcçãozita-geral. Nada. Cortes só nas prestações sociais dos pobres e nos serviços públicos no interior.


Imagem daqui
2. Por sua vez, a justiça implodiu.

A absolvição do sr. Domingos Névoa da Bragaparques, depois de tudo o que se provou contra ele em tribunal, desalentou os honestos e alentou os corruptos.

É mais eficaz mandar o “Homem do Fraque” atrás de um caloteiro do que o pôr em tribunal.

Pinto Monteiro diz-se uma “rainha da Inglaterra”. Na Procuradoria-Geral da República - o “Palácio de Buckingham” de Lisboa - o número 2 já ultrapassou o limite de idade mas não quer ir para casa tratar dos bisnetos. Está em tramitação no parlamento uma lei vergonhosa do PS para o segurar.


3. Francisco Assis é um bom líder parlamentar mas tem uns vices que só desajudam. Veja-se o caso de Inês de Medeiros.

Não foi só em Viseu que a qualidade política dos deputados do PS caiu muito. O grupo está sem valores nem referências. Tanto vota o Big-Brother dos “chispes” das matrículas como bate palmas ao colega Ricardo “mãos ágeis” Rodrigues.

Palmas mesmo. Não é metáfora. O deputado do PS que se “apropriou” à sorrelfa de dois gravadores foi, numa reunião, recebido com aplausos pelos seus pares.

Sem comentários:

Enviar um comentário