quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

«Trago-lhe uns couratos de porco que, assados e passados por manteiga, são muito bons ao pequeno-almoço»

Lettera Amorosa — João César Monteiro, 1995



O mais genial cineasta português de todos os tempos fez esta curta-metragem a "tirar apontamentos" para "Comédia de Deus", Grande Prémio do Júri do Festival de Veneza/1995.




Nesta reportagem televisiva feita no fim do cavaquismo, João César Monteiro cunhou o neologismo "filho-da-política".


Uma coisa é certa: em 1995,  não havia tantos "filhos-da-política" como agora.

Sem comentários:

Enviar um comentário