sábado, 16 de fevereiro de 2013

O PS e o próximo congresso


  
A intenção de Eurico de Figueiredo de disputar eleições internas num PS estralhaçado pelo autoritarismo negocista de Sócrates é só um cacto no alto de uma duna.  

Claro que num deserto, depois da imensidão da areia, há água e terras férteis mas, para lá chegar, o partido precisa de caminhar muito para merecer outra vez a confiança dos portugueses (ajuda mas não chega a exasperação das pessoas com a incompetência de Passos Coelho e Portas).

Entretanto, vem aí mais um congresso socialista com o guião albanês do costume: mais de 80% de votos na "situação", um fim-de-semana algures (porque não em Viseu?) com um chorrilho de proclamações seguidistas do aparelho, e algumas declarações tipo cão-que-ladra-mas-não-morde de um ou outro vip televisivo.

Nada que esconda o essencial:
António Costa ficou-se nas covas e foi humilhado por Seguro.

Sem comentários:

Enviar um comentário