quarta-feira, 11 de maio de 2016

A mentira está em ti

Daqui


"Olá, guardador de rebanhos,
Aí à beira da estrada,
Que te diz o vento que passa?"

"Que é vento, e que passa,
E que já passou antes,
E que passará depois.
E a ti o que te diz?"

"Muita cousa mais do que isso.
Fala-me de muitas outras cousas.
De memórias e de saudades
E de cousas que nunca foram."

"Nunca ouviste passar o vento.
O vento só fala do vento.
O que lhe ouviste foi mentira,
E a mentira está em ti."
Alberto Caeiro

1 comentário:

  1. A ver se percebo…

    Quando se fecharam escolas públicas e encaixotaram alunos em mega-agrupamentos,

    quando se congelou a carreira docente,

    quando se reduziram apoios sociais às famílias dos alunos carenciados,

    quando se estreitaram as possibilidades de apoio a alunos com necessidades educativas especiais,

    quando se reduziu o número de professores em exercício na ordem das dezenas de milhar,

    estava-se a racionalizar a despesa, a combater desperdícios, a contrariar privilégios, a seguir a lógica do retrocesso demográfico e a defender o interesse dos contribuintes.

    Quando se anuncia a possibilidade de não renovar alguns contratos de associação com instituições privadas na área da Educação trata-se de um radical ataque ideológico e de uma afronta à Igreja (que nem deveria ser para aqui chamada)?

    P.G.

    ResponderEliminar