domingo, 2 de junho de 2013

Tudo em aberto em Viseu

Detalhes aqui

É visível e não surpreende a transferência directa de eleitorado de Fernando Ruas para José Junqueiro.

Há três perigos que corre António Almeida Henriques, os dois primeiros ele não controla mas o terceiro é um tiro que ele tem estado a dar no pé:
1 — o trabalho de Hélder Amaral só começa agora;
2 — é de esperar uma crescente vermelhidão do cartão amarelo que vai ser dado a Pedro Passos Coelho;
3 — a sua campanha está com muitos meios, a gastar muito dinheiro, e isso irrita o eleitorado esmagado pela crise.

José Junqueiro deve evitar fogos-de-artifício eleitorais parecidos com o do candidato laranja, e fazer uma campanha austera e frugal, apostando no contacto e a auscultação das pessoas.

5 comentários:

  1. José Junqueiro tem o terrível tique de chamar ao Almeida Henriques e ao Hélder Amaral os candidatos do governo.
    E se alguém começa a chamar aos três oS candidatoS doS governosS
    Ou a governação começou há dois anos trás, apenas?

    ResponderEliminar
  2. adivinha:
    qual o militante do ps que daqui a um ano estaria no psd se o junqueiro não o deixasse encabeçar uma lista para uma freguesia?

    ResponderEliminar
  3. De facto três candidatos dos governoS.
    Infelizmente, a credibilidade dos que restam...
    Alternativa?
    Acabar com este estado de políticos e de políticas!
    Nesta democracia, são centenas a impor os nomes que centenas de milhares têm de escolher! Mal, muito mal. É preciso acabar urgente com estes aparelhos partidários, controlados por dois ou três "senadores" locais.
    Dramático para a democracia e para os cidadãos.

    ResponderEliminar
  4. Sou pelo Almeida Henriques, sem dúvida. Viseu é a cidade do país com melhor qualidade de vida, o trabalho que tem sido feito tem sido fantástico e aposto nessa continuidade.

    ResponderEliminar
  5. 1 – Helder Amaral aparece todas as semanas na RTP, gostava de saber porquê?
    2- Quem está a levar um cartão vermelho é o Junqueiro e pela segunda vez.
    3- Contactar os eleitores nao é gastar dinheiro.

    ResponderEliminar