sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Acontecências*

* Publicado hoje no Jornal do Centro


Ora acontece que, no passado sábado, num estabelecimento comercial da minha cidade, uma competentíssima profissional disse-me: «tenho-o lido, mas ultimamente tem escrito demais sobre política.»

Ora acontece que aquela simpática viseense está cheia de razão, que os títulos dos últimos três Olhos de Gato – "As listas", "Cartazes", "O Debate" – dizem tudo sobre os assuntos tratados, que foi mesmo uma overdose de política autárquica.

Ora acontece que estive praqui a reler de fio a pavio as últimas edições deste jornal, que só esta coluna e o "Tintol & Traçadinho" é que têm estado virados para a política, que o pessoal do jornal tem-lhe ligado pouco, que se tem dedicado é ao feirar.




Ora acontece que li neste jornal que há cem anos, em 27 de Agosto de 1917, na formosíssima aldeia de Serrazes, do não menos formoso concelho de S. Pedro do Sul, Augusto Malafaia foi assassinado pelo noivo de uma sua prima, que o nubente acusava Augusto de ter consumado o "quanto-mais-prima-mais-se-lhe-arrima", que era tudo mentira, que o povo ficou muito revoltado.

Ora acontece que li neste jornal que a vespa velutina está a pôr em risco o mel que pomos no pão-nosso-de-cada-dia, que é necessário armadilhar aquelas vespas bestas no início da primavera, que é quando elas fazem ninho.

Ora acontece que li neste jornal que a belíssima freguesia de Pindo, do não menos belo concelho de Castendo, vai requalificar os tanques públicos, que as pessoas ainda os usam para lavar a roupa à mão e "pôr a conversa em dia", que fazem isso em vez de porem as peúgas e as calças nas máquinas de lavar enquanto cuscam no Facebook.

Ora acontece que li neste jornal que, no concelho de Viseu, o quase-quase ex-vereador Guilherme Almeida, reconhecido especialista em marketing das cidades, vai ser colocado por António Almeida Henriques a gerir as aldeias, que disso não vou dizer nada, que hoje esta crónica não trata de política.

Sem comentários:

Enviar um comentário