quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Violência urbana (#29)


1 comentário:

  1. Violência algarvia....

    Confesso que fui ler as declarações de Cavaco na Universidade de Verão do PPD.
    Novidades?
    Apenas e só o costumeiro político ressabiado. Um homem que se serviu do 25 de Abril (democracia) mas nunca deu nada para o 25 de Abril (a nódoa da nega da pensão de sobrevivência à viúva da Salgueiro Maia é imperdoável).
    Um homem que saiu de Boliqueime mas que nunca tirou Boliqueime da sua atitude de vida. A travessa do Possolo e as marquises estão na sua estrutura mental…
    Paulo Portas escreveu memoráveis e demolidores textos de crítica a este indivíduo (às 6ªas feiras no Independente, recordam-se?) que vai ficar no rodapé da História de Portugal com a frase: “Eu avisei”, e só!
    O BPN e o seu círculo de amigos são o carimbo da frase: “ainda não nasceu mais sério do que eu”? A sério?

    A direita regurgita com as intervenções tumulares de Cavaco. Na verdade, uma Cristas a que ninguém liga peva e que será no devido momento apeada pelo Le Pen português (o Xenhor Dr Nuno Melo). Melo de apelido e de Braga, a fazer jus ao cónego Melo e ao 28 de Maio de 1926. LIVRA!!!!!
    Quanto ao Dr Passos, a sentença foi proferida a 23 de Abril 2017 (jornal Sol) por José Miguel Júdice (campeão do surf político do centrão): “Passos Coelho está morto politicamente e ainda ninguém lhe disse”.
    FIM!

    E a terminar: se os alemães quisessem pagar salários decentes faziam a AutoEuropa na Alemanha. Cá é para explorar até ao limite. Se os deixarem, claro.

    Zeca Afonso - Vejam Bem
    https://youtu.be/Io_RidA1mlI

    "Vejam bem
    que não há só gaivotas em terra
    quando um homem
    quando um homem se põe a pensar"



    ResponderEliminar