sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Cartazes*

* Publicado hoje no Jornal do Centro


1. As eleições autárquicas são “a” festa da democracia, festa com dezenas e dezenas e dezenas de milhares de candidatos às freguesias, às assembleias municipais e às câmaras.

O poder local democrático é lugar de aprendizagem e de realização cívica, é nele que reside a solidez da nossa democracia. Não é a primeira vez que faço aqui este merecido elogio ao poder mais próximo dos cidadãos e que melhor lhes responde.

O poder local fez um trabalho formidável de infra-estruturação do país, com menos de dez por cento do orçamento de estado. Embora haja algumas câmaras falidas, a dívida global das autarquias não é preocupante e tem vindo a ser diminuída nos últimos anos, ao contrário da dívida do estado central que é o que se vê: mês após mês, upa-upa.

2. A cinco semanas das eleições autárquicas, a única ferramenta de propaganda que tenta chegar às pessoas continua a ser o cartaz de rua — o cartaz de rotunda, na maior parte dos casos.

Ora, nestes tempos wiki em que toda a gente está a produzir informação para toda a gente nas redes sociais, o outdoor é inútil e politicamente perigoso. Não ganha um voto mas pode fazer perder muitos.

É que há uma guerra entre os marqueteiros da política e um exército à solta, de telemóvel em punho, pronto a transformar qualquer mensagem política num “tesourinho” risível. Não lhe tem faltado matéria-prima.

A política é atirada para o lugar da galhofa e, a seguir, os media escritos ou falados pouco mais fazem com impacto do que ruminar os casos que, como eles dizem, “estão a incendiar as redes sociais”.


Fotografia de Cecília Pereira
publicada em Tesourinhos das Autárquicas 2017
Quando, acabadinho de regressar de férias, o Governo Sombra vai a uma página de “tesourinhos” do Facebook buscar cartazes e pede ao público para ir virando os polegares para cima ou para baixo (gosto/não-gosto), o excelente programa da TVI está a dizer o óbvio: as eleições, agora, são coisa de redes sociais e não de grandes rectângulos photoshopados ao derredor das rotundas.

Sem comentários:

Enviar um comentário