segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Amor à paisana




suba e desça uma paisagem inteira
componha versos à beira d'água
mergulhe cinzas num balde de
almas

enlouqueça as ideias mais estáveis

e
antes de descansar
meça a intensidade
do rosto que ficou
e da força que te puxa
para o centro do mundo
Dora Ribeiro


Sem comentários:

Enviar um comentário