quarta-feira, 22 de março de 2017

A mais estreita linha

Fotografia de Ren Hang


Da terra não,
da terra não poderia falar,
apenas da estreita linha
em que o meu vestido passa
por demais perto do chão

dessa linha
um pouco suja
e tão mais do que eu real
onde o tecido arrasta
e guarda o rasto do passar

dessa leve coincidência
entre o que está
e o que passa
entre o que ondula
e o que estaca

entre uma coisa e outra
passa levíssima a aragem
e eu passo
e nada se abre nem fecha
nessa estrada

disso —
de um saber sem perguntar
— talvez um dia

nem da terra nem de mim
— dessa linha tão precisa
que imagino eu
há-de ter por nome
uma palavra como perto
Rosa Maria Martelo


Sem comentários:

Enviar um comentário