sexta-feira, 30 de setembro de 2016

como se atira o dardo com o corpo todo

Fotograma de "As Mil e Uma Noites", de Pier Paolo Pasolini (1974)


como se atira o dardo com o corpo todo,
com a eternidade em não mais que nada,
e depois a abolição do tempo,
e então o que respira no corpo passa à vara,
e o que respira na vara passa depois à ponta,
tu não, tu já respiraste tudo pelo dardo fora,
mudo e cego e surdo,
e és um só ponto do alvo onde respiras todo,
e tudo respira nesse ponto,
em ti, veia da terra, oh
sangue sensível
Herberto Helder

Sem comentários:

Enviar um comentário