terça-feira, 26 de abril de 2016

Nem um jardim

Fotografia de Tazio Secchiaroli


Não te via chorar há anos
e nem um jardim, como cenário,
tornou o acto menos doloroso de assistir.
Sei que é difícil fazeres o caminho de volta.
Desapareceu, como a casa,
levado pelos ares do desgosto.

Descansa, um dia poderemos falar
sobre quase tudo, menos da vida
que escolhemos ter.
Marta Chaves


Sem comentários:

Enviar um comentário