sexta-feira, 25 de março de 2016

um tal troço sem fim e sem início

Fotografia de Man Ray

um tal troço sem fim e sem início
invisível que a gente nunca pega
mesmo assim dentro dele se navega
como o ar vagueando em precipício
urubus a voar em rebuliço
pelos céus internautas do nordeste
onde quem manda é cabra da peste
pula de um blogue a outro em prosa e verso
faz desse quarto e sala um universo
e não tem megabyte que o conteste.
Márcia Maia

2 comentários:

  1. Muito eclético, Mr. DJ-blogger, parabéns, sempre grandes escolhas (fotos, poemas e músicas).

    ResponderEliminar