quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

História*

* Publicado no Jornal do Centro há exactamente dez anos, em 3 de Fevereiro de 2006


1. O que se segue não tem nada de original mas, às vezes, é necessário recordar factos básicos da história dos povos:

Em 1945, Winston Churchill tinha levado a Inglaterra à vitória sobre Adolf Hitler. Churchill, na altura já com mais de 70 anos, tinha resistido e vencido a máquina assassina da Alemanha nazi. Com “sangue, suor e lágrimas”, a barbárie foi derrotada e erradicada da Europa. (Regressaria com Milosevic e o colapso da Jugoslávia, nos anos 90 do século XX, mas isso já é outra história.)

Regressemos ao fim da II Guerra Mundial. Ainda fumegavam os canos dos canhões, quando houve eleições gerais na Inglaterra. Foi uma campanha entre Winston Churchill, do Partido Conservador, e Clement Atlee, do Partido Trabalhista. Apesar de tudo o que tinha feito durante a guerra, Churchill perdeu e Atlee ganhou.

É assim a democracia. O povo escolhe e há que respeitar a vontade do povo. Passados 60 anos, poucas pessoas saberão quem foi Clement Atlee mas toda a gente sabe quem foi Churchill.

2. É verdade que Mário Soares teve um péssimo resultado. Não é só nos sectores da direita mais troglodita que se vê uma mal disfarçada alegria pela “humilhação” que Mário Soares teve no dia 22 de Janeiro.

Especialmente a quem está tão divertido quero lembrar que, até agora, só há três nomes que vão ficar na História da República Portuguesa: Afonso Costa, Oliveira Salazar e Mário Soares. O que aconteceu agora, em Janeiro de 2006, ficará como uma mera nota de rodapé na biografia de Mário Soares.

3. Manuel Alegre deixou que lhe fizessem uma estátua em vida. 

A estátua está, algures, em Coimbra. 

Quem deixa que lhe façam uma estátua em vida tem o ego avariado. 

Não voto em gente com o ego avariado. 

Fica feita já a minha declaração de voto para 2011.

Sem comentários:

Enviar um comentário