segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Bílis negra

Fotografia de Gillian Wearing



aqui morro muitos anos convosco
estremecendo à sabedoria dos tolos
aqui certo clima de nojo e uma galeria viva
de absurdos para a visão integral da coisa
solene
peçam-se óculos para ver melhor, peçam-se janelas
para ver o mar
eu estarei certa à chuva própria desse estado
adequada e a direito despejando-me aqui
chamo a minha mãe ao corpo, não tenho nada
preparado, tenho um telegrama visual e chamo
alto e chego para provar que este mote é só um meio
de porte
há-de encastelar em areia o finalismo rente aos dedos
subir-me à boca subir em bando à do louco onde
terei posto a minha
e aí na ervinha de um passeio restar
à perseguição da luz como um animal deslumbrado
que atravessou
Raquel Nobre Guerra

1 comentário:

  1. Enquanto por outra paragens um cidadão português agoniza com "bílis negra" e na companhia dos Darth Vader do Ministério Negócios Estrangeiros de Portugal.

    Vale a pena ler este excelente artigo.

    Luaty e a vergonha Angola-Portugal
    Alexandra Lucas Coelho
    Público on line – 18 de Outubro 2015

    http://www.publico.pt/mundo/noticia/luaty-e-a-vergonha-angola-portugal-1711347

    Não sei como José Eduardo dos Santos dorme à noite.
    Não sei como Isabel dos Santos dorme à noite.
    Não sei como milhares de homens e mulheres de negócios dormem à noite.
    Não sei como o Governo português dorme à noite.

    LUATY BEIRÃO – Um Herói Improvável!

    ResponderEliminar