quinta-feira, 9 de julho de 2015

Tu, cerca-me com o teu labirinto, eu

Gif daqui


Tenho a boca alucinada com a tua língua na minha língua na tua boca.
Uma tempestade eléctrica no céu da boca e na câmara escura.
E a tua língua molha a raíz da minha voz que se desmorona.
A catacrese é uma catástrofe benévola que pode acontecer
à língua da paixão: caem co'a calma os rios, os brancos aviões;
a luz brilha na luz, onde pões as mãos; onde entras nas ondas, longe.
A voz, sabes, desliza de uma a outra boca, vês?
Talvez possas ouvir-me o que me dizes dizer-te:
— cerca-me com o teu labirinto, tu
— põe à minha volta, a toda a minha volta, o teu labirinto
— tu, cerca-me com o teu labirinto, eu
Manuel Gusmão

Sem comentários:

Enviar um comentário