sexta-feira, 8 de maio de 2015

O cartel*

* Texto publicado hoje no Jornal do Centro



Imagem daqui
1. Todos os partidos, todos numa comovente unanimidade, acabam de “regulamentar” o controle das contas dos grupos parlamentares pelo Tribunal Constitucional, em vez de o entregarem ao Tribunal de Contas.

É este que tem a experiência e a capacidade para verificar e sancionar as contas dos organismos públicos, ainda não há muito ele encontrou irregularidades no próprio Tribunal Constitucional, mas os partidos, todos eles, preferem entregar o serviço a quem não tem os meios para o fazer.

Porque será?

2. Depois da terceira bancarrota, depois da austeridade e do armarfanhamento da nossa soberania, cresceu a insatisfação com o cartel partidário. Há mais abstenção, há mais votos nulos e em branco e há mais votos de protesto, como se viu nas últimas autárquicas com a eleição de muitos independentes e nas europeias com o voto em Marinho e Pinto.

O “arco da corrupção” — PS, PSD e CDS — está capturado pelo negocismo e o rentismo. As nossas elites não produzem riqueza, só sabem viver aconichadas ao estado.

O “arco do protesto” — Bloco e PCP — é formado por virgens que, para não pecarem, são sempre do contra e nunca querem ir para o governo.

Ora, este bloqueio ainda não vai ser resolvido nas próximas legislativas. Em cinco meses, é difícil que apareça um partido como o Ciudadanos espanhol capaz de causar um rombo eleitoral significativo nos partidos do cartel. O PDR de Marinho e Pinto vai entrar no parlamento mas não parece capaz de fazer grandes estragos.

3. A nossa Segurança Social, para além de um fundo de reserva de 11 mil milhões de euros, tem 14 mil milhões de receitas por ano e gasta 13 mil milhões em pensões. Está, portanto, equilibrada e é sustentável.

Entretanto, apareceram uns “macroeconomistas” do PS de António Costa a quererem cortar 1,7 mil milhões de euros de receitas anuais da Segurança Social.


Fotografia daqui

E se fossem antes mexer na herança da vovó deles e deixassem o futuro das pensões em paz?

1 comentário:

  1. Excelente texto.
    Merece comentário estruturado.
    Mais tarde. Agora tenho que cumprir a jorna da Segurança Social.
    O cartel .não perdoa!

    ResponderEliminar