sexta-feira, 3 de abril de 2015

Não há amores perfeitos (#1)

Fotografia Olho de Gato

2 comentários:

  1. Excelente enquadramento.
    Gosto muito de viver numa cidade que ama e trata bem as flores.
    Nunca são demais os agradecimentos aos jardineiros.
    Hoje falamos de flores, outra ocasião voltaremos a falar de pessoas e da indefinição desta cidade.
    Obrigado sr Gato, pois a cidade bem merece estes amores perfeitos!

    ResponderEliminar
  2. Improviso do Amor-Perfeito

    Naquela nuvem, naquela,
    mando-te meu pensamento:
    que Deus se ocupe do vento.

    Os sonhos foram sonhados,
    e o padecimento aceito.
    E onde estás, Amor-Perfeito ?

    Imensos jardins da insônia,
    de um olhar de despedida
    deram flor por toda a vida.

    Ai de mim que sobrevivo
    sem o coração no peito.
    E onde estás, Amor-Perfeito ?

    Longe, longe, atrás do oceano
    que nos meus olhos se alteia,
    entre pálpebras de areia...

    Longe, longe... Deus te guarde
    sobre o seu lado direito,
    como eu te guardava do outro,
    noite e dia, Amor-Perfeito.
    Cecília Meireles

    ResponderEliminar