segunda-feira, 27 de abril de 2015

eis-me acordado

Fotografia de René Peña


eis-me acordado
com o pouco que me sobejou da juventude
estas fotografias onde cruzei os dias
sem me deter
e por detrás de cada máscara desperta
a morte de quem partiu e se mantém vivo

a luz secou na orla desértica da cidade
escrevo para sobreviver
como quem necessita de partilhar um segredo

este corpo em que me escondi
gastou-se

quantas noites permanecerão intactas
no fundo do mar? o rosto ainda jovem
foi o tesouro de seivas que me entonteceu

pelo corpo condeno-me à vida
de susto em susto à inutilidade da escrita

mas eis-me acordado
muito tempo depois de mim
esperando por alguma fulguração do corpo
esquecido
à porta do meu próprio inferno
Al Berto



2 comentários:

  1. Mais um fotógrafo a descobrir.
    Mais uma fantástica foto.
    Há mais deste autor e de outros em:
    http://havana-cultura.com/

    Isto é serviço público...gracias!

    ResponderEliminar