segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

El escondite

Fotografia de Peter Lindbergh



Tengo miedo.

Jugábamos al escondite.
Yo me ocultaba
y tú me perseguías.
Pasaron largas horas
y tú no me encontrabas.
Pasó la primavera,
se esfumaron los largos días de verano
y vino el otoño con su crujir de madera seca
y vino el invierno con su dolor de corazón sepultado en la nieve.
Te espero en mi rincón
y tengo miedo.
Irene Sánchez Carrón


1 comentário:

  1. Tengo miedo de aborrecer os leitores e prometo não voltar tão depressa.
    Mas não resisto….

    1. Sinais de ALZHEIMER ??

    Que mais irá acontecer?..
    "O Parlamento perdeu a petição subscrita por 10 mil pessoas a pedir a reabertura da comissão de inquérito aos submarinos.
    Foi entregue há 15 dias, mas os serviços de Assunção Esteves não a encontram..."

    2. O PCP nunca me desilude

    Assunto a que gostaria de me ter referido no tempo certo (6 de Fevereiro).
    PCP aliou-se à direita. Novidade? Desta vez para chumbar projecto de lei que alargava a procriação médica assistida a todas as mulheres. As bancadas da maioria e a comunista votaram contra o projeto socialista e o bloquista. Mulheres, deputadas e jovens do CDS, PPD e PCP votaram contra. Para que conste.
    Com este chumbo, só as mulheres com problemas de fertilidade ou doenças relacionadas podem recorrer a estas técnicas de procriação. De fora ficam as mulheres solteiras ou casadas com outras mulheres mesmo que sejam inférteis. Maioria diz que continua a acompanhar debate, "Infertilidade é doença" dizem.

    No entretanto, quem tem dinheiro, vai a Espanha concretizar o direito de ser mãe…

    ResponderEliminar