sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

O marquês de Chamilly a Mariana Alcoforado

Fotografia de W. Eugene Smith




Minha senhora deve ter
uma coisa muito urgente e capital
a dizer-me
porém lamento dizer-lho
mas não percebo
a sua letra
já mostrei as suas cartas
a todas as minhas amigas
e à minha mãe
e elas também não perceberam bem
não me poderia dizer
o que tem a dizer-me
em maiúsculas?
ou pedir a alguém
com uma letra mais regular
que a sua
que me escreva
por si?
como vê tenho a maior boa vontade
em lhe ser útil
mas a sua letra minha senhora
não a ajuda
Adília Lopes




3 comentários:

  1. “Na verdade, porém, as cartas foram escritas por Lavergne de Guilleragues que simulou artifícios para um original (…)”
    https://books.google.pt/books?id=MbosJ8IeUcUC&pg=PA122&lpg=PA122&dq=cartas+de+lavergne+de+guilleragues&source=bl&ots=Jv6jwIZ-Js&sig=LGdzYdAn6O6nJFtMFBLoLlZmFH0&hl=pt-PT&sa=X&ei=VKjCVOjAL4X1Utm-gLAP&ved=0CFIQ6AEwCQ#v=onepage&q=cartas%20de%20lavergne%20de%20guilleragues&f=false

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, caro anónimo, informação muito útil a sua.
      :-)

      Eliminar
    2. A informação apenas pretendeu demonstrar que a “ lamechice” exagerada das cartas, apenas pode ter origem no imaginário masculino, por um questão demostrativa de arte ou por fustração exacerbada. A composição do post dá indicações que desvalorizam ou valorizam aspetos que fazem parte da vida do mais comum dos mortais.

      Eliminar