segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Ardis

Fotografia de Metin Demiralay



A incompreendida figura do amor
a céu descoberto sem que se exprima
rodeamo-nos de vinganças, medidas, ardis
e enchemos os livros da ardente ausência
de nós próprios.

Ao entardecer corremos
ao pontão sobre o mar
e a vida só se parece
com alguma coisa que sabemos.
José Tolentino de Mendonça


2 comentários:

  1. Respostas
    1. Ao entardecer corremos
      ao pontão sobre o mar
      e a vida só se parece
      com alguma coisa que sabemos.
      José Tolentino de Mendonça

      Bom Natal, JB!

      Eliminar