sexta-feira, 21 de novembro de 2014

para onde é que nós vamos quando a música não dói

Fotografia de Paul Fusco


para onde é que nós vamos quando a música não dói
cega de unhas
no urro dos pulsos

a faca de costas para o espanto da cigarra
e um grilo algemado
entre o lábio e a terra

eu queria dizer-te que o fim é quase mudo,
como a tília
Emanuel Jorge Botelho


Sem comentários:

Enviar um comentário