quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Confraria do tintol


Caro António Almeida Henriques, muitas felicidades neste projecto de engenharia social que quer afastar as nossas crianças dos malefícios do fast-food e aproximá-las dos benefícios dos — como se diz em politiquês local — nossos "produtos endógenos".

Um pequeno reparo, caro António Almeida Henriques  — uma "confraria" é um "produto" da sociedade civil, uma "confraria" nunca pode ser um "produto" de políticas municipais.  

Sem comentários:

Enviar um comentário