sexta-feira, 10 de outubro de 2014

O silêncio só raramente é vazio

Fotografia de Vivian Maier



O silêncio só raramente é vazio
diz alguma coisa
diz o que não é
José Tolentino Mendonça



2 comentários:

  1. Fotografia fantástica!
    E o poema deveria ser do próximo Ministro da Cultura!

    Em tempos (anos 80/90) houve um grupo musical que se aproximou de “O mais belo som depois do silêncio” (frase citada por Geoff Dyer), que foram os The Durutti Column.
    Este post pelo seu ambiente e contexto, fez-me recordar a música e a felicidade que ainda tive de ver os The Durutti Column em Portugal.
    Vini Reilly (guitarra e voz) está muito doente e o fantástico baterista e amigo Bruce Mitchell já morreu.
    Ficam os discos e "O mais belo som depois do silêncio” !!!!

    E uma "ganda" foto, carago!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grande ideia, JB

      O próximo "haiku" sobre silêncio de Tolentino Mendonça aqui no "gato melómano", que contava pôr com um jazz qualquer nórdico, talvez Terje Rypdal, vai ser com Duruti Column.

      Abraço

      Eliminar