terça-feira, 12 de agosto de 2014

En pie — Perfilados de medo

Fotografia de Saul Leiter



Sigo en pie
por latido
por costumbre
por no abrir la ventana decisiva
y mirar de una vez a la insolente
muerte
esa mansa
dueña de la espera

sigo en pie
por pereza en los adioses
cierre y demolición
de la memoria

no es un mérito
otros desafían
la claridad
el caos
o la tortura

seguir en pie
quiere decir coraje

o no tener
donde caerse
muerto.
Mario Benedetti






Perfilados de medo, agradecemos
o medo que nos salva da loucura.
Decisão e coragem valem menos
e a vida sem viver é mais segura.

Aventureiros já sem aventura,
perfilados de medo combatemos
irónicos fantasmas à procura
do que não fomos,do que não seremos.

Perfilados de medo,sem mais voz,
o coração nos dentes oprimido,
os loucos, os fantasmas somos nós.

Rebanho pelo medo perseguido,
já vivemos tão juntos e tão sós
que da vida perdemos o sentido...
Alexandre O'Neill

2 comentários:

  1. O grande O'Neil dizia que somos um país em "inho".
    O repeitinho é muito bonito...e perfiladinhos é como nos querem.

    Os dois partidos da direita já valem mais do que o principal partido da oposição. Eles conhecem o povinho ... e o melhor povo do mundo só tem o que merece.
    E já agora qual é a proposta do Tó Zé Nulo ou do António Hollande para resgatar a sociedade portuguesa da sua captura pelo sistems financeiro?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em tempos, acho que foi Bismark que disse que, ao povo, devia ser vedado o conhecimento sobre como se fazem as salsichas e as leis.
      Também, há que acrescentar, a forma como são governados os bancos.
      Abraço, JB!

      O O'Neill era grande, inigualável!

      Eliminar