terça-feira, 1 de julho de 2014

O equilíbrio do mundo

Fotografia de Joseph Szabo


Há os que ficam, há os que vão.
Nem todos voam, nem todos se plantam.

Todos ficassem, quem abriria os caminhos?
Todos seguissem, quem poria a mesa?

O filho da mulher do armazém
partiu. E ela espera.

Cada um mantém a seu modo
o equilíbrio do mundo.
Geraldino Brasil


Sem comentários:

Enviar um comentário