sábado, 7 de junho de 2014

António José Seguro, que falta de serenidade, meu caro...



Repare, meu caro, nas sondagens que o deixaram "indignado":

a sondagem do Expresso dá-lhe 33%;

a sondagem do I dá-lhe 30,6%. 


Repare, meu caro: as sondagens estão na média do que o PS valeu nas europeias: 31,5%.

Se houve trambolhão, o trambolhão foi antes da candidatura de António Costa.

1 comentário:

  1. Isto é mau.
    Vemos manobras numa crise que será prolongada em vez de rápida e a consequente distância que vai do que se proclama ao que se pratica.
    António José Seguro só se indignou com umas sondagens. As outras (Costa é o escolhido para PM) achou melhor ignorar.

    A democracia vive do contraditório e uma certa ética tem que imperar, não pode valer tudo. O que é mais visível para o exterior é a tentativa de amesquinhar de cada parte relativamente à outra.
    Esta disputa (que ainda está no aquecimento…) a partir das alegadas qualidades de duas pessoas e não entre duas orientações políticas separadas por aspetos estratégicos relevantes, não augura grande futuro.

    Seria bom que o PS tomasse mais atenção aos seus adversários políticos, que se preparam para as próximas batalhas. Quando forem chamados vão estar unidos e prontos e nem lhes vai interessar saber quem apoiou Seguro, Costa ou se não apoiou qualquer deles.
    Convinha que se discutisse política e não se desse início a um processo de fúria siciliana.

    Seguro corre o risco de arrastar tudo com ele. Isso é mesmo inaceitável.

    ResponderEliminar