sexta-feira, 23 de maio de 2014

Agora nas câmaras há "vereadores" sobresselentes não eleitos

Jornal do Centro, hoje, página 6

Os viseenses não elegeram Hélder Amaral para este se baldar  às sessões da câmara e ser substituído por um "vereador" não eleito que nem a viagem de comboio das nossas crianças respeita.

11 comentários:

  1. Nem as crianças ???
    Um geladinho....um sumol....uma sandes....???!!!

    Um enorme balde de água fria para dos "amigos PP's"...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem as crianças, JB.
      Nem os votos das pessoas que elegem "fulano" e sai-lhes "beltrano" e "sicrano" e o "catano"...

      Abraço

      Eliminar
  2. PENSO: O PS...COMO QUASE SEMPRE...VOTA EM SINTONIA COM O PSD: SEJA NO PARLAMENTO PORTUGUÊS OU EUROPEU (como provou muito recentemente o público) SEJA NAS ASSEMBLEIAS MUNICIPAIS, MAS DEPOIS ACUSAM O CDS DE NÃO TER "VONTADE PRÓPRIA".


    DIGO: MUITO BOA TARDE!FUUI

    ResponderEliminar
  3. Sem partidarites — vereador "sobresselente" não eleito é mau seja de que partido for.

    O voto é uma relação de confiança pessoal, porque — como diz Karl Popper e eu concordo — as pessoas têm opiniões e ideias os partidos não têm.

    ResponderEliminar
  4. Boa noite:
    O nome Helder Amaral ou outro qualquer não constava no boletim de voto. Portanto as explicações são devidas aos partidos e não aos eleitores.
    Popper à parte esta é a realidade da democracia portuguesa.


    RJ

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. RJ

      A realidade da terceira república portuguesa é essa, concordo, agora até nos órgãos executivos há sobresselentes.

      É mais um sinal do apodrecimento e do autismo dos partidos instalados.

      No caso em concreto, as coisas ainda são particularmente desrespeitadoras do eleitorado viseense. Por uma simples razão: qualquer outro candidato centrista que não Hélder Amaral nunca seria eleito.

      Cumprimentos

      Eliminar
  5. Os vereadores são eleitos pelo povo!
    Se um candidato à Câmara, não pensa assumir as suas funções como vereador, então não se candidata. Está a enganar os eleitores.
    Se perguntarmos aos eleitores do CDS, quem é Vitor Duarte, com certeza que a maioria não o conhecerá e não se revê nestas decisões individuais, relativas a medidas sociais no âmbito da infância e dos idosos.

    ResponderEliminar
  6. Uma vergonha! Sem qualquer pudor.
    Enganam-se os eleitores para poder estar em todo o lado e em nenhum ao mesmo tempo. Este turbo-político está em todas, vai a todas, e depois... faz-se substituir. Um pagode! O CDS em Viseu não passa de uma formalidade. Risível se não fosse um gozo pegado com os que nele votaram.

    ResponderEliminar
  7. "O voto é a arma do povo"
    "Ao votares ficas desarmado!"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro anónimo das 11:34,
      Não sei se o seu comentário não infringe o dia de reflexão que estamos a viver.
      Não sou jurista.
      Imagino que, como um apelo ao voto em abstracto é legal, um apelo ao não voto em abstracto como o que fez também o seja.

      Bom fim-de-semana.
      E não se esqueça: amanhã vá votar! Se lhe apetecer, claro.

      Eliminar
  8. Fica para memória futura que Helder Amaral não soube respeitar a confiança que os eleitores lhe deram. Fica para memória futura que são os Helderes que degradam a terceira república. Viseu provavelmente merece uma oposição deste calibre, sem respeito nenhum pelo cidadão. Quantos vão fazer os Helderes perceber que não merecem a nossa confiança?

    ResponderEliminar