quinta-feira, 17 de abril de 2014

Isabel Moreira, de longe a mais eficaz deputada da oposição




Não foi Seguro, não foi Jerónimo, não foi a bicefalia bloquista, que infligiram as duas maiores derrotas políticas da maioria PSD/CDS que nos governa desde o Verão de 2011.

As duas maiores derrotas da direita devem-se à iniciativa política de Isabel Moreira:

1. A Isabel Moreira se deve não estarem completamente perdidos os subsídios de férias e de Natal.

Em 2011, a "abstenção violenta" de António José Seguro e o imobilismo de Jerónimo de Sousa não se mexeram para suscitar a constitucionalidade daqueles cortes. 

Foi ela que mobilizou os deputados socráticos e bloquistas para submeterem o caso ao Tribunal Constitucional.

2. A Isabel Moreira se deve a aprovação inicial da co-adopção no parlamento.

Esse movimento, que só a ela se deve, obrigou Pedro Passos Coelho a tirar a máscara tolerante e vir mostrar que, também ele, é reaccionário em matéria de costumes. 

Para além da triste figurinha dos deputados cujas convicções são mais moles que gelatina.

Sem comentários:

Enviar um comentário