terça-feira, 31 de dezembro de 2013

2009*

* Texto publicado em 2009 no Jornal do Centro há exactamente quatro anos, em 31 de Dezembro de 2009.



Fica aqui uma pequena “antologia” da forma como esta coluna viu Viseu ao longo de 2009.


Fotografia Olho de Gato
16 de Janeiro
Ainda não foi desta vez que a câmara municipal anunciou lugares de estacionamento reservados aos moradores. Foi pena. É uma medida tão necessária para dar vida ao centro histórico como a tão falada loja do cidadão.


6 de Fevereiro
Que fazer para que o fiasco do Pavilhão Multiusos não se repita no futuro Centro de Artes do Espectáculo de Viseu?


13 de Março
O que Viseu menos precisa é do velho e costumeiro pingue-pongue entre Fernando Ruas e José Junqueiro, com o dr. Ginestal a servir de apanha bolas. Mais um funeral como o da universidade pública não, por favor!


3 de Julho
Já devia haver internet sem fios gratuita nas ruas de Viseu. Era tão bom ver putos a guglarem nos seus Magalhães, com os dedos lambuzados de gelado, sentados no Rossio ao lado dos reformados!


18 de Setembro
Enquanto Almeida Fernandes “põe” D. Afonso Henriques em Viseu, Inês Vaz “tira” Viriato de Viseu. Não me canso de repetir: não há nada mais instável que o passado.


9 de Outubro
Cresceu muito a burocracia municipal. A câmara engordou e tem dificuldade em acomodar todas as suas adiposidades no edifício da Praça da República.


16 de Outubro
Quando Fernando Ruas vem, como lhe compete, dizer que “Lisboa prejudica Viseu”, é necessário aos socialistas engolirem sempre o anzol, a linha e a cana?


27 de Novembro
Fernando Ruas está no último mandato. Ora, como é sabido, os últimos mandatos são os que mais precisam de ser escrutinados. Era necessária uma oposição socialista com liderança política forte e competente na câmara de Viseu. E, agora, não há.

Sem comentários:

Enviar um comentário