quarta-feira, 8 de maio de 2013

Simulação de afogamento *

* Texto publicado no Jornal do Centro há exactamente 4 anos, em 8 de Maio de 2009.

1.
 “Geralmente os pés do indivíduo estão elevados. É colocado um pano sobre a testa e olhos. É aplicada água no pano e este é descido até cobrir tanto o nariz como a boca. Desde que o pano esteja saturado de água e cubra completamente a boca e o nariz, o fluxo de ar é restringido. Isto causa um aumento de nível de CO2 no sangue do indivíduo e obriga-o a um maior esforço para respirar. Este esforço e o pano produzem uma sensação de afogamento e de pânico...”
     Esta descrição vem num documento de 57 páginas da administração Bush, datado de 1 de Agosto de 2002, que acaba de ser tornado público. Há provas de que esta forma de tortura foi usada, pelo menos, 266 vezes pela CIA.
     Perante esta indignidade, Barack Obama lembrou Winston Churchill que, mesmo com o seu país a ser destruído pela força aérea nazi durante a segunda guerra mundial, nunca deixou que fossem torturados prisioneiros alemães.

     2. Nestes sete últimos desgraçados anos, fez-se muita política com base na inveja e na schadenfreude. Aprendizes de feiticeiro atiçaram os portugueses uns contra os outros, principalmente contra os funcionários públicos.
     O resultado está à vista: o país está deslaçado. Há pólvora no ar. Nem há 25 anos, quando Portugal esteve à beira da bancarrota, havia tanto mal-estar social como há agora.
     Há que perceber o perigo e atacar todos os focos de intolerância logo no seu início. Sem hesitações nem sociologias da treta. 

     3. Vi e revi, no Teatro Viriato, MITODÓPOLUS, direcção artística de Jorge Fraga, com alunos das escolas secundárias de Viseu.
     Numa palavra: “poderoso!”

Sem comentários:

Enviar um comentário