sexta-feira, 10 de maio de 2013

“Liberdade de Imprensa… O quê? Quem? Quando? Onde? Como? Porquê?”

• Amadeu Araújo – Jornalista
• António José Coelho – Editor
• Catarina Frias – Jornalista /Original TV
• Fernando Figueiredo – Blogue “Viseu, Senhora da Beira”
• João Silva / Nuno Cabral – Escola TV
• José Faro – Professor / Fundador da Viseu TV
• Sérgio Soares – Jornalista /Lusa
• Vitor Santos – Licenciado em Comunicação Social
• Joaquim Alexandre Rodrigues – Blogue “Olho de Gato”

Fotografias do IPDJ-Viseu (obrigado, Manuel Martins)


     Quatro impressões que tirei das mais de duas horas que durou a tertúlia que contou, entre o público, com a presença de uma boa parte da classe jornalística de Viseu:
     1 — Há liberdade, há pressões sobre os profissionais, há défice de capacidade de encaixe nos "atingidos" pelas notícias;
     2 — Há potencial crescente dos projectos televisivos regionais e locais, que usam plataformas web, mas podiam usar outras (TDT/Cabo);
     3 — Há crescente intromissão dos proprietários dos media nos conteúdos;
     4 — Não há animosidade, nem grande intersecção entre o labor dos profissionais da informação e dos bloggers, embora haja disputa pelo mesmo bem cada vez mais raro — a atenção do público. 

     Este post não é nenhuma reportagem sobre o serão de ontem no IPDJ-Viseu, é somente o registo de uma noite agradável entre profissionais que, depois de um dia de trabalho, quiseram reflectir sobre o "serviço público/serviço do público" que é a informação (rmula usada pelo jornalista Gil Peres).
     E "o prometido é devido": fica aqui o link para o artigo que referi ao encerrar os trabalhos, artigo publicado no Guardian em 12 de Abril, de Rolf Dobelli, "News is bad for you – and giving up reading it will make you happier", que ajuda à reflexão sobre as consequências negativas para a percepção do mundo e para a qualidade do pensamento de quem está sempre agarrado ao fluxo noticioso.

6 comentários:

  1. Respostas
    1. Mas depois escapam-me eventos interessantes como este. Uma pena.

      Eliminar
    2. Faz parte, caro Alexandre Borges
      Não faltarão outras oportunidades.
      Aconselho-lhe vivamente a leitura do artigo do Guardian linkado: "News is bad for you – and giving up reading it will make you happier" (não resisti a referi-lo lá, com alguma travessura, naquele grupo de ilustres e competentes jornalistas).
      É um texto libertador.
      Grande abraço

      Eliminar
  2. O gato está cada com menos "pelo" na cabeça. Sinal de sabedoria.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não creio, caro anónimo,
      Falta de cabelo à frente — "testa grande" — diz-se que é sinal disso, de sabedoria.
      Neste caso tão avançado de calvície, já não se pode dizer isso.
      :-)

      Eliminar